3 tendências do setor de food service em 2018

3 tendências do setor de food service em 2018

[:pb]Segundo a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), as vendas da indústria de food service têm crescido em média 13,5% ao ano, nos últimos 10 anos. O dado mostra o potencial que esse setor apresenta, mesmo em um cenário de crise, representando uma parte importante da economia brasileira.

O mercado de produção alimentícia nesse perfil é relativamente recente no país, mas já apresenta um crescimento que impulsiona a abertura de novos negócios no ramo, entre eles empresas de fabricação de salgados, além de indústrias, distribuidores, restaurantes, lanchonetes e franquias.

Com a perspectiva de retomada do crescimento econômico, o setor volta a esperar por bons resultados em 2018, considerando os hábitos alimentares dos brasileiros e buscando alcançar uma fatia maior do mercado para gerar mais empregos e atingir um público cada vez mais relevante.

Veja abaixo algumas das principais tendências do setor de food service para o próximo ano:

1 – Personalização das refeições

A cultura brasileira ainda é pouco representativa no hábito de se alimentar fora de casa. Mesmo assim, tem crescido a procura por formatos diferenciados de alimentação prática, principalmente para festas e eventos. Para 2018, uma das tendências está na customização dos alimentos encomendados, criando formatos diferenciados para personalizar cada evento.

No ramo de salgados, por exemplo, os consumidores devem buscar opções que ofereçam maior variedade para festas de pequeno, médio ou grande portes. Por isso, para empresas que atuam no setor, é importante contar com tipos variados de ingredientes e cardápios, para conseguir atender as necessidades e demandas de cada cliente e oferecer a melhor experiência possível através dos alimentos.

2 – Linhas naturais e saudáveis

A preocupação com a saúde tem sido uma tendência que só cresce em todo o mundo, o que é muito positivo não só para a qualidade de vida das pessoas, mas também para as possibilidades do mercado de alimentos. As linhas naturais têm sido buscadas por consumidores de todos os tipos de refeição, de bebidas a pão de queijo. A facilidade de acesso à informação e a produtos diferenciados faz com que as pessoas fiquem mais criteriosas em relação aos ingredientes utilizados e valorizem os produtos que causem impactos positivos ao organismo.

Por isso, a produção de alimentos zero lactose, sem glúten e com baixo teor calórico tende a ser uma perspectiva relevante não só para o próximo ano como também para os seguintes. Junto a isso, é importante garantir a procedência de toda a matéria prima utilizada e posicionar-se como fomentador de produtos orgânicos e naturais.

3 – Uso de tecnologia e inovação na produção

Explorar o desenvolvimento da tecnologia é uma tendência compartilhada por todos os mercados. Hoje, os benefícios da inteligência artificial e da modernização do maquinário são acessíveis a todos os setores e podem transformar positivamente a produção industrial e a prestação de serviços. O mesmo vale para o setor de food service.

Empresas que não contam com equipamentos especializados para produção alimentícia acabam ficando para trás na corrida competitiva desse segmento. Isso porque a tecnologia ajuda a garantir a qualidade e a padronização de toda a produção, além de contribuir para a segurança dos colaboradores e agilizar todo o processo.

E você, o que acha que vai ser tendência no setor de food service para 2018? Deixe seu comentário abaixo.[:en]According to the Brazilian Association of Food Industries (ABIA), sales of the food service industry have grown by an average of 13.5% a year in the last 10 years. The data shows the potential that this sector presents, even in a crisis scenario, representing an important part of the Brazilian economy.

The food production market in this profile is relatively recent in the country, but it already has a growth that drives the opening of new businesses in the sector, among them salty manufacturing companies, as well as industries, distributors, restaurants, snack bars and franchises.

With the prospect of resumption of economic growth, the sector expects to see good results in 2018, considering the food habits of Brazilians and seeking to reach a larger market share to generate more jobs and reach an increasingly relevant public.

Here are some key trends in the food service industry for the coming year:

1 – Personalization of meals
Brazilian culture is still not very representative in the habit of eating outside the home. Even so, the demand for differentiated forms of practical feeding has grown, especially for parties and events. By 2018, one of the trends is in customizing the food ordered, creating different formats to customize each event.

In the salty business, for example, consumers should look for options that offer greater variety for small, medium, or large parties. Therefore, for companies that operate in the industry, it is important to have varied types of ingredients and menus, to meet the needs and demands of each customer and offer the best experience possible through food.

2 – Natural and healthy lines
Concern about health has been a trend that only grows around the world, which is very positive not only for the quality of life of people, but also for the possibilities of the food market. The natural lines have been sought after by consumers of all types of meal, from drinks to cheese bread. The ease of access to information and differentiated products makes people more careful about the ingredients used and value products that cause positive effects to the body.

Therefore, the production of zero lactose, gluten-free and low-calorie foods tends to be a relevant perspective not only for the next year but also for the following ones. Alongside this, it is important to guarantee the origin of all the raw material used and position itself as a promoter of organic and natural products.

3 – Use of technology and innovation in production
Exploring the development of technology is a trend shared by all markets. Today, the benefits of artificial intelligence and machine modernization are accessible to all sectors and can positively transform industrial production and service delivery. The same goes for the food service industry.

Companies that do not have specialized equipment for food production end up falling behind in the competitive race of this segment. This is because the technology helps ensure the quality and standardization of all production, as well as contribute to employee safety and streamline the entire process.

And you, what do you think is going to be a trend in the food service sector for 2018? Leave your comment below.[:es]Según la Asociación Brasileña de las Industrias de la Alimentación (ABIA), las ventas de la industria de food service han crecido en promedio un 13,5% al ​​año, en los últimos 10 años. El dato muestra el potencial que este sector presenta, incluso en un escenario de crisis, representando una parte importante de la economía brasileña.

El mercado de producción alimenticia en ese perfil es relativamente reciente en el país, pero ya presenta un crecimiento que impulsa la apertura de nuevos negocios en el ramo, entre ellos empresas de fabricación de salados, además de industrias, distribuidores, restaurantes, cafeterías y franquicias.

Con la perspectiva de reanudación del crecimiento económico, el sector vuelve a esperar buenos resultados en 2018, considerando los hábitos alimentarios de los brasileños y buscando alcanzar una porción mayor del mercado para generar más empleos y alcanzar un público cada vez más relevante.

A continuación se presentan algunas de las principales tendencias del sector de food service para el próximo año:

1 – Personalización de las comidas
La cultura brasileña todavía es poco representativa en el hábito de alimentarse fuera de casa. Sin embargo, ha crecido la demanda por formatos diferenciados de alimentación práctica, principalmente para fiestas y eventos. Para 2018, una de las tendencias está en la personalización de los alimentos encargados, creando formatos diferenciados para personalizar cada evento.

En el ramo de salados, por ejemplo, los consumidores deben buscar opciones que ofrezcan mayor variedad para fiestas de pequeño, mediano o grande porte. Por eso, para empresas que actúan en el sector, es importante contar con tipos variados de ingredientes y menús, para satisfacer las necesidades y demandas de cada cliente y ofrecer la mejor experiencia posible a través de los alimentos.

2 – Líneas naturales y sanas
La preocupación por la salud ha sido una tendencia que sólo crece en todo el mundo, lo que es muy positivo no sólo para la calidad de vida de las personas, sino también para las posibilidades del mercado de alimentos. Las líneas naturales han sido buscadas por consumidores de todo tipo de comida, de bebidas a pan de queso. La facilidad de acceso a la información y los productos diferenciados hace que las personas sean más cuidadosas en relación con los ingredientes utilizados y valoren los productos que causan impactos positivos al organismo.

Por eso, la producción de alimentos cero lactosa, sin gluten y con bajo contenido calórico tiende a ser una perspectiva relevante no sólo para el próximo año, sino también para los siguientes. Junto a eso, es importante garantizar la procedencia de toda la materia prima utilizada y posicionarse como fomentador de productos orgánicos y naturales.

3 – Uso de tecnología e innovación en la producción
Explorar el desarrollo de la tecnología es una tendencia compartida por todos los mercados. Hoy, los beneficios de la inteligencia artificial y la modernización de la maquinaria son accesibles a todos los sectores y pueden transformar positivamente la producción industrial y la prestación de servicios. Lo mismo vale para el sector de food service.

Las empresas que no cuentan con equipos especializados para producción alimenticia acaban quedando atrás en la carrera competitiva de ese segmento. Esto porque la tecnología ayuda a garantizar la calidad y la estandarización de toda la producción, además de contribuir a la seguridad de los colaboradores y agilizar todo el proceso.

Y tú, ¿qué crees que va a ser tendencia en el sector de food service para 2018? Deja tu comentario abajo.[:]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Português